terça-feira, 5 de maio de 2009

Missa Completa para crianças: Dia das mães

Por: Solange do Nascimento e Gisella Parreira Batista

Acolhida – (Várias mães entram trazendo imagens de Nossa Senhora)

Boa noite, queridas crianças. Boa noite a todos aqui presentes. Sejam todos bem vindos nesta data tão especial que é o dia das mães.

Hoje, nossa homenagem irá diretamente a elas, às mães, pedindo ao Pai que as abençoe e proteja em sua missão.

Nesta homenagem não poderíamos deixar de homenagear nossa mãe maior, mãe do filho de Deus e nossa também, Maria.

Cada mãe que entrará trazendo a figura de Maria, personificada em tantos outros nomes, onde ela se revelou por tantos lugares deste mundo, enaltece a figura de nossas mães também.

Nas mãos de uma mãe entra Nossa Senhora de Fátima, mãe do Rosário, da oração.

Entre nós está agora Nossa Senhora de Lourdes, mãe da força e da coragem.

Trouxemos nossa Senhora Aparecida, padroeira de nossas vidas, assim como nossas mães também o são.

Trouxemos... (falar das imagens que se tem em cada comunidade) Todos em pé, com alegria vamos iniciar nossa festa com Jesus e com nossas mães cantando.

Ato penitencial - (Uma família ou pessoas separadas para lerem os pedidos de perdão)

Comentarista - Queridas crianças, agora é um momento de reflexão, momento de pedirmos perdão pelos muitos erros que cometemos.

Criança 1- E hoje... Em especial, vamos refletir sobre nossos atos errados diante daqueles que amamos, ou que deveríamos amar mais intensamente.

Criança 2 - Vamos pensar quantas vezes nós aborrecemos nossas mães pedindo a elas aquilo que elas não tem condições de nos dar .

Criança 1 - Quantas vezes nos lembramos dela, o ano todo, só pra respondê-la mal, para agredi-la com palavras duras e cruéis, para desobedecê-la e feri-la com nossos atos também ?

Criança 2- Quantas vezes somos duros com nossas mães, quando elas não sabem nos ajudar numa lição mais difícil, ou porque ela não tem a cultura que desejávamos que ela tivesse e nem é tão nova quanto queríamos que fosse?

Criança 1- Quantas vezes temos vergonha de nossas mães... Não entendemos que cada ruguinha expressa em seu rosto, tem nome, em troca de um amor a nós oferecido... De sus noites mal dormidas pelo sono que delas tiramos. Como somos ingratos com seu zelo por nós...

Criança 2- Quantas vezes é mais fácil culpar nossas mães pelo nosso fracasso e acusá-la de omissão em sua missão do que admitir nossos próprios erros?

Mãe 1- E nós, mães? Quantos erros também... Será estamos criando filhos com limites, com educação ou estamos terceirizando a educação para a escola, para os avós, ou para o mundo? Que tipo de filhos estamos criando para essa geração? Tiranos ou exemplos de bons filhos?

Mãe 2 - Estamos realmente assumindo nosso papel de mãe ou temos somente consciência de que nossa missão é colocá-los no mundo e Deus é quem cuide?

Pai - E nós, pais? Que papel estamos exercendo junto às mães na criação dos nossos filhos? Será que pensamos que nossa obrigação é trazer para dentro de nossas casas o arroz e o feijão e só isso basta na criação deles? Será realmente que estamos juntos de nossas mulheres, na educação de nossos filhos, na imposição de regras e também dando o carinho, atenção, amor e a dedicação necessária a todos eles? Como diz o ditado “Não basta ser pai tem que participar” e nossa participação terá sido aquela que Deus espera de nós ?

Comentarista - É, Senhor, temos muito que refletir sobre nossa missão de mãe, nosso papel de filhos e as condições que estamos colocando aos pais . Por isso, peçamos perdão, porque somos bem intencionados a mudar, sabemos de nossos erros, mas queremos consertá-los... Vamos então pedir perdão cantando.

Leitura – Agora crianças... Assim como a mamãe gosta de contar história pra gente à noite... Uma mãe também tão especial quanto todas as outras, aqui da nossa missa irá ler a historinha de hoje ao qual Deus nos confia.
Vamos ouvi-la com atenção e bem caladinhos?

Aclamação – Crianças, vocês sabem qual o nome da árvore que dá a uva (videira)?

Como se chama à pessoa que cuida da videira?(agricultor)

Garanto que de uma coisa vocês não sabem: que a videira é assim: dá muito ramo e para ela poder dar muitos frutos é preciso que o agricultor possa podar , quer dizer cortar os ramos ,aqueles que não dão mais frutos , fortalecendo assim os outros e estes irão dar muito e muito mais frutos

Sabem o que Ele quer nos dizer com isso?

Que ele é a videira, o pai é o agricultor e todos nós somos ramos, se não confiamos e não amamos nosso Deus, somos ramos cortados, mas se somos aqueles que amamos ao nosso Deus somos ramos que darão frutos saborosos.

Mas antes da gente ouvir essa história bonita, vamos ficar em pé e cantar com muita alegria o canto de aclamação.

Evangelho – (sugestão: coroação no final do texto)

Preces

1 - Hoje, papai do céu , temos preces especiais . Pedimos pela nossa igreja, santa igreja, mãe que abraça a todos nós, seus filhos em cristo. Que ela continue nos iluminando e nos protegendo com as palavras de fé aqui proferidas, rezemos.

2 - Senhor, nós te pedimos pelos nossos pastores, principalmente o padre ---------, que celebra conosco hoje , pedimos por suas mães também , para que abençoadas pela sua missão possam sempre estar presente de uma forma mais especial ainda no seu coração , rezemos

3 - Papai do céu, proteja todas as nossas mães, dê a elas a alegria, o amor e a força necessária que todas precisam para continuar firmes em sua missão , rezemos

4 - Pai do céu, sabemos que muitos hoje aqui não têm mais suas mães , elas agora enfeitam o céu com sua presença , protege-as de forma especial , abrace e conforte também o coração desses filhos que estão tristes pela falta e dê a todos nós, a certeza, de que no céu todos nós um dia nos encontraremos , rezemos

5 - Não podemos esquecer, papai do céu, das mães viúvas, das mães separadas, das mães solteiras, das mães tristes e desconsoladas e também das abandonadas ... Senhor, olhai com carinho por todas elas , daí forças , coragem e sabedoria , para que possam na sua missão encontrarem sempre sua presença amorosa como conforto para suas dores e tristezas , rezemos

Ofertório- ( Crianças 1, 2 e 3 , mães deixam as flores no altar, à medida ,que as crianças lêem)
Hoje, querido Deus, temos uma oferta muito especial , trouxemos nossas mães como ofertas especiais até o seu altar e junto delas as palavras doces de nossas crianças em um poema de amor : Vamos ouvi-las

1- Cada ano neste dia, pressurosas,
Ó mãe, vêm nossas almas te ofertar
Um lindo e místico buquê de rosas
Que bem melhor que nós sabem falar.

2- São rosas brancas como o teu sorriso.
Repleto de bondade e de emoção.
Rosas que Deus plantou no paraíso.
Na primeira manhã da criação.

3- Rosas vermelhas como a chaga aberta.
No peito ensangüentado de Jesus.
Já disse alguém ser coisa muito certa.
Que elas brotaram junto aos pés da cruz.

1- Recebe, ó mãe, a oferta dessas rosas.
Em prova de sincera gratidão.
Dentro de suas pétalas sedosas.
Descobrirás o nosso coração.

2- Por essas rosas que hoje te ofertamos.
Nós conjugamos todo o verbo amar.
Com a mesma devoção com que levamos.
Vasos cheios de rosas para o altar.

3- Vão junto a cada rosa os seus espinhos.
Não tão agudos como os do Senhor...
Elas te falam que com teus carinhos.
Levas contigo toda a nossa dor.

1- Enfim a Deus pedimos com alegria.
Que te abra as suas mãos tão dadivosas

2- E sobre os teus caminhos cada dia. / Os céus espalhem rosas e mais rosas!

3- E junto ao pão e ao vinho /A oferta mais perfeita

1- Entregamos em suas mães, Senhor /A vida desta que é nossa princesa. Amém.

Comunhão – Com alegria vamos encontrar com o Senhor na grande comunhão da vida... Que Deus olhe com muito amor e carinho para todas as mães e, em especial, a nós, seus filhos. Com muito entusiasmo. Vamos cantar nessa grande festa do Senhor...

Ação de graças – Mãe obrigada pelo teu ventre; o grande ninho de amor que me abrigou durante nove meses e gerou em mim a vida.

Mãe obrigada por ontem, pelas noites de sono, pelas lágrimas derramadas, pelas lutas do dia a dia, pelos passos firmes, pelo amor incansável.

Mãe obrigada por hoje.
Pelo calor do teu amor que sempre me aquece nas horas mais cinzentas e frias.
Obrigada pelas tuas mãos singelas que aliviam a minha dor;
Obrigada pelo teu sorriso terno que me acalma nos momentos mais tristes;
Obrigada pelo teu olhar profundo que sempre me leva a Deus;
Obrigada pela tua presença amiga que me sustenta e me faz acreditar no amor
Obrigada pelo teu abraço que acolhe todo meu ser;
Obrigada mais ainda pelo teu coração que me acolherá por toda vida.
Mãe ontem, Mãe hoje, Mãe sempre!
Mãe que tem um pouco de Maria e muito de Deus
Obrigado mãe, por nos fazer amá-la tanto.

(Escolher imagens de mãe para apresentar no retro, ou no data show, ou slides e cantar uma música em sua homenagem : Mãe –do Padre Joãozinho)

Texto da coroação dia das mães

Dez mães (ou a critério) entram sob o canto de Nossa Senhora, vestidas de túnicas coloridas, trazem coroas de flores do tamanho que depois coroarão Maria, indo à frente delas anjos (que podem ser seus filhos , ou podem ser outras crianças da celebração). Ao chegar no local da coroação, elas lêem o texto e, depois, sob outra música de coroação cada uma passa a coroa na cabeça de Nossa Senhora e a coroa que fica nela será a da ultima que passar. Todas deverão coroar, mas só a última coroa fica em Nossa Senhora.

Depois, reza-se Ave – Maria, canta-se e saem.

Mãe 1- Maria, obrigada pelo teu ventre;
- O grande ninho de amor que abrigou durante nove meses, gerando vida em abundância e fazendo-nos gerar vida também na sua graça, no seu exemplo de amor.

Mãe 2 – Mãe, obrigada por ontem, pelas noites de sono, pelas lágrimas derramadas, pelas lutas do dia a dia, pelos passos firmes, pelo amor incansável.

Mãe 3 – Mãe, obrigada por hoje.
Pelo calor do teu amor que sempre me aquece nas horas mais cinzentas e frias.
Obrigada pelas tuas mãos singelas que aliviam a minha dor;
Obrigada pelo teu sorriso terno que me acalma nos momentos mais tristes;

Mãe 1- Obrigada pelo teu olhar profundo que sempre me leva a Deus;
Obrigada pela tua presença amiga que me sustenta e me faz acreditar no amor
Obrigada pelo teu abraço que acolhe todo meu ser;
Obrigada mais ainda pelo teu coração que me acolherá por toda vida.

Mãe 2- Mãe ontem, Mãe hoje, Mãe sempre!
Mãe que tem um pouco de Maria e muito de Deus.

Mãe 3- Obrigada, mãe Maria, por nos fazer amá-la tanto.

Nossa homenagem a todas vocês, mães, e a nossa mãe espelho, Será coroá-la nesta noite, dando aos nossos filhos a alegria de colocar em sua cabeça o símbolo do nosso amor e nossa admiração. Amém

3 comentários:

Marilene disse...

Muito criativo, gostei muito e vou aproveitar essa ideia para preparar a celebração do dia das mães na minha paróquia. Parab[éns!

Elizete disse...

adorei a sugentão, que o Espirito Santo continue te iluminando par ake sempre tenhas boas idéias... um grd abrço - Elizete - Ipero -SP

Elizete disse...

adorei a sugentão, que o Espirito Santo continue te iluminando par ake sempre tenhas boas idéias... um grd abrço - Elizete - Ipero -SP