quinta-feira, 5 de março de 2009

Missa Completa para crianças: Transfiguração 2º do tempo da Quaresma

(Fazer uma montagem de noticias sobre a violência e arrumar um narrador para ler as noticias tanto ruins , como as boas)

Acolhida - Boa noite, queridas crianças

Hoje, queridas crianças, somos também chamados por Jesus a nos transfigurar, a mudar de figura , a mudar a cara do que vivemos .

Vamos dar uma olhadinha pelo mundo com o “Senhor das Notícias” e ficar, por dentro, do que está acontecendo na nossa atualidade (Várias notícias de jornais sobre ações violentas durante a semana – chamar atenção aos inúmeros casos de pedofilia, alertando-as contra pessoas estranhas ou até mesmo dentro das nossas casas que levam um violência silenciosa- tem que ter um voz que fala sobre as notícias igual a de um jornal)

Será que são essas notícias que Jesus esperava de nós ? Será que Jesus fez todo esse sacrifício de morte e de vida, para que nos tornássemos agentes de violência?

Como será que poderíamos mudar essa nossa realidade?

Acho que com umas notícias assim:
Atenção... Atenção!!!
Essa semana milhares de jovens passaram a rezar o terço, juntos de suas famílias...
Atenção atenção!!!
Milhares de crianças agora tem seu pão de cada dia, pois as pessoas estão aprendendo a dividir melhor o que tem... Sabendo o valor da palavra partilha.
Atenção... Atenção!!!
Milhares de famílias estão vivendo melhor depois que levaram Deus para dentro de seus lares e descobriram o verdadeiro sentido do amor e da união...
Atenção... atenção!!!
As igrejas estão lotadas de pessoas buscando palavras que salvam e trabalhando por um mundo sem violência, onde a paz é a grande motivação
Acho, crianças, que foram por essas coisas pelas quais Jesus lutou , se mostrou iluminado .O fez para que fôssemos, nós, iluminados também pela sua paz , pelo seu amor , pela sua presença em nós .Ele é o próprio fruto da justiça... Ele é o fruto da paz e do amor.

Vamos todos a seu exemplo buscarmos essa mudança em nosso meio .

Agora , fiquemos em pé e cantemos com alegria celebrando este nosso encontro com Jesus e os irmãos.

Ato penitencial – Sabe, hoje, crianças?! Nós somos chamados a ser luz também, a iluminar, a transfigurar como Jesus o fez. Nossa missão é fazer com que todos brilhem... Ou será que é apagar a luz de todos?

Tem gente que não entende muito bem a mensagem de Jesus, Sabiam?

Gente que freqüenta a igreja, que conhece o evangelho, que ouve bem o que é falado, mas que não coloca nada em prática , passa a vida toda tentando apagar o brilho das outras pessoas .

Porque existe nelas um sentimento de inveja, de não deixar ninguém aparecer mais que elas.

Gente que sabe que poluir um rio é errado, mas polui.

Gente que sabe que a violência é algo terrível, mas pratica.

Gente que sabe que fofocar, desejar mal para os outros é errado, mas não se importa, continua andando nas trevas e querendo levar para ela todos os outros.

Tem gente que vive excluindo um deficiente, tem preconceitos, não sabe ajudá-los em situação nenhuma...

Sabem, crianças?! Tem gente brigando, ofendendo, fazendo intriga, desperdiçando e desgastando tudo que é bom, tudo que Deus fez com tanto amor. Será que isso está certo? Claro que não! Somos seres de luz, não das trevas, mas o pecado nos faz errar e apagar tanto a nossa luz como a dos nossos irmãos.

Por isso, vamos pedir perdão a Deus pelos nossos atos errados e firmar um compromisso de estarmos sempre iluminados para que nossos irmãos possam também se iluminar em nós sendo frutos de paz .

Peçamos perdão, cantando.

Leitura - Quem confia obedece. Foi o que aconteceu com Abraão na bonita história que hoje ouviremos na nossa leitura. Vamos todos ouvir com atenção.

Aclamação – Jesus subiu até o Monte Tabor e se transfigurou diante de seus discípulos. Em pé, com alegria, vamos cantar o canto de aclamação.

Ofertório – (fichas com os desenhos dos cinco sentidos)

Hoje, ouvimos na leitura sobre o sacrifício que Deus pediu a Abraão que ele fizesse e como ele prontamente obedeceu. Deus também nos pede para sermos frutos da paz, como será que podemos fazer isso?

Ah , crianças , sei de um jeito que todos nós podemos . Vejam só essas cartelas que tenho comigo . O que elas representam (Cinco sentidos)

Pois são nossos sentidos que hoje usaremos para ofertar ao Senhor... Vamos ser a Ele obedientes , faremos trocas das formas com que , muitas vezes, usamos nossos sentidos para transformá-los em algo muito bom para Deus e para nossos irmãos .

Com a nossa boca, que usamos, às vezes, para acusar os outros, falar mal das pessoas, criticar, fazer língua para os coleginhas como sinal de rejeição... O que podemos fazer para que ela seja fruto de justiça?

Ah , podemos falar sobre Jesus aos outros, podemos usar nossa voz para chamar um irmão para receber de nós uma palavra amiga , podemos consolar , podemos dizer do nosso amor , podemos com ela pedir perdão . Usarmos nossa boca, nossa voz para nos unirmos mais, denunciarmos as injustiças , gritarmos pela paz , por justiça , por verdade ...

Com nossos ouvidos podemos usá-los para ouvir as pessoas, quantas vezes só sabemos falar, nunca sabemos ouvir , ouvir nossos pais , ouvir as palavras do padre , ouvir a catequista , ouvir as palavras que vem da boca de nossos pais , os ensinamentos que Jesus nos coloca , dar ouvidos aos velhinhos que necessitam de nossa atenção , dar ouvidos aos doentes que precisam de nossa ajuda.

Que nossos olhos possam ser motivo de cura, de olhares que confortam, que eles vejam a justiça que devemos praticar, que eles se fechem para as tentações mundanas , que eles se abram para ver as necessidades dos irmãos... Que eles sejam o espelho de nossa alma, abertos para o céu, firmes nas ações e promoções humanas, sem perder um momento sequer pra realizar o bem .

Que nossos pés caminhem ao encontro do irmão, não sejam motivo de rasteira nos pés dos outros , sejam aqueles que correm em tempo de paz para levá-la a todos , que não se acomodem , que não fiquem quietos , que não se cansem de levar Deus aos outros , que sejam ligeiros no amor , que sejam fortes para carregar o nosso corpo e talvez o corpo de alguém que precisamos ajudar em nossa caminha

Que nossas mãos sejam para abraçar , cumprimentar , consolar , alimentar os famintos , levantar os caídos , segurar firme naquela outra mão que não tem forças para se erguer , para caminhar , pois não encontra motivo pra viver ... que nossas mãos se unam em oração , se juntem na força pela união , lancem expressões de justiça , busquem ser veículos de salvação.

Assim, Senhor, junto ao pão e ao vinho, queremos também ser obedientes a nossa missão de sermos frutos de justiça, de trocarmos a violência pela paz, de trazer até aos nossos irmãos o seu amor e vivermos também com todos os nossos sentidos voltados para seus planos em nossa vida. Amém.

Comunhão - Alegria, alegria, queridas crianças, Jesus se ilumina e nos mostra a cor da paz , vem trazendo a esperança de que um dia estaremos todos juntos , reunidos na justiça no amor. Vamos celebrar com alegria cantando o canto da comunhão.

Ação de graças – (escrever a lâmina da prece)
Queridas crianças, agora é momento de agradecermos ao nosso bom Deus .
E hoje não podemos deixar de repetir a frase que ouvimos durante a celebração:

Como é bom estarmos aqui, Senhor.

Vamos repetir?

E sabem porque é bom estarmos aqui, crianças?

Porque aqui estamos unidos aos nossos irmãos e a Deus que é nosso pai

Porque aqui, podemos ver a luz que irradia do Cristo vivo, ressuscitado por nosso amor.

Porque aqui temos a certeza de que somos bem aceitos, independentes do que somos

Porque aqui é a casa de nosso pai, que nos ama e nos quer bem, muito bem.

Agradeçamos então a esse nosso pai repetindo esta pequena oração:

PAI DE TODA LUZ

COMO É BOM ESTARMOS AQUI
COMO É BOM TÊ-LO COMO PAI
E COMO TODOS NÓS O AMAMOS
AJUDE-NOS A SER SEMPRE LUZ
PROPAGADORA DE FÉ E FRATERNIDADE
CONCEDA-NOS A GRAÇA
DE SEMPRE TRANSFIGURARMOS
EM SEU AMOR
E ILUMINE NOSSOS CAMINHOS
PARA QUE ASSIM,
POSSAMOS TAMBÉM SER LUZ PARA OS OUTROS.
AGORA E PARA SEMPRE
AMÉM


-A transformação do gato.

Técnica – História realizada em lâminas e projetada no retroprojetor ou Em colagens na Cartolina.

Esta história é sobre um gato...

Mas não pensem vocês que era um gatinho bonzinho do tipo que a gente gosta de alisar no sofá não. Não! Não!

Seu nome era malvado. Malvado era o terror do bairro (dizer um bairro de sua cidade) não sei se vocês já ouviram falar dele?! Mas ele era terrível. Não tinha um rato sequer nas redondezas que não temesse o gato, até os cães passavam longe do gato furioso que com suas garras afiadas vivia desafiado-os.

Mas, quem mais sofria com o gato eram as crianças. Pobrezinhas! Quando á noite passavam nas ruas escuras do bairro, sempre topavam com aquela cara feia e brava, com aqueles olhos vermelhos e assustadores, e aqueles longos bigodes malvados, partindo para cima delas. E haja perna pra correr, porque o bicho era esperto demais e em pouco tempo alcançava as pobrezinhas e lá ia arranhando-as todinha.

Não havia no bairro quem não quisesse pegá-lo pra matar.

Outro dia, nem conto pra vocês o que ele fez?!! O seu Toninho, aquele vendedor de leite lá do bairro, ia sempre muito cedinho, levar pra as crianças o seu leitinho. Quando Seu Toninho abriu a tampa da lata de leite para poder servir as leiteiras das mulheres, apareceu com um grande rato na boca, quem? O malvadinho do gato que num golpe certeiro jogou o rato morto na lata de leite, deixando assim todas as crianças sem seu leitinho. Mas, gente do céu... Era tanta mulher correndo com as vassouras atrás do gato que até parecia festa das bruxas!

O gato neste dia estava a toda e aprontando! Num descuido do cachorro e do cavalo, ele, o malvado, os rabos amarrou e quando os dois deram pela questão foi uma enorme confusão... Cada qual queria ir para um lugar, mas não tinha jeito não e ria bem alto, o malvado, de toda aquela aflição.

A carne do senhor Carlinhos que está pronta pra ser assada em pouco tempo ficou tostada, o gato danado jogou álcool e da carne só o cheiro do queimado pode ser notado.

Ah, gato safado!

Explodia em todas as casas o grito da vizinhança. Era preciso dar um sumiço no gato, ensinar a ele uma lição expulsá-lo do bairro ou quem sabe outro destino, o de matá-lo? – pensavam agora todos os moradores.

O gato sabendo das intenções dos moradores ficou a armar um plano, mas quase não tinha lugar pra ficar, pois, todos estavam à sua procura querendo o gato detonar.
Foi nesse meio tempo, fugindo de lá pra cá, que ele escondeu numa cozinha, que era da D.Inês, pobre e
boa velhinha que todos tratava com amor e carinho.

D.Inês sabendo da história do gato, não se importou, vendo-o debaixo da mesa longo um leitinho arrumou, mas o gato malvado, nunca sentiu amor e todo desconfiado deu um miado forte e mal partindo pra cima da D.Inês dando-lhe uma unhada que a feriu.

Mas vocês não imaginam, crianças, o que fez D.Inês. Cuidou do seu machucado e depois buscou um pedacinho de pão, molhou no caldinho do frango e deu para o gatinho comer. O gato nunca virá coisa igual. Nunca sentirá um gesto de carinho, estava acostumado com tanta maldade que diante da bondade e da generosidade se desarmou.

Contudo, desconfiado, o pão não quis comer, ficou ali quietinho, sem sair do lugar. A noite caiu logo, o frio aumentou. D.Inês, com dó do gatinho, deu-lhe um cobertor que primeiro ele rejeitou, mas com o frio apertando ele logo com a manta cobriu e até parece ter gostado do carinho que sentiu.

Começou a observar a bondade sem igual daquela velhinha que contava histórias ao pé do fogão pro gatinho malvado de um dia então.

O gatinho, diante do amor de D.Inês, se transformou... Transfigurou-se... Não queria mais brigar, nem os cachorros enfrentar, vivia ouvindo as histórias de que a gente deve saber perdoar, saber amar e saber acolher que devemos ser bom e amigo de todos e jamais desejar que algo de ruim aos outros possa acontecer.

Assim, em pouco tempo, ele se tornou o melhor amigo de D.Inês e da vizinhança também. Caçava os ratos e não deixava bicho estranho andar por lá não. Era o xodó das crianças e gostava de luxinho e cafuné. Agora ele era um gato bom, porque aprendeu que a mudança só é gerada no amor, é preciso deixar o coração agir.

Vocês viram crianças?! Transfigurar é mudar de atitude, é sair de um estado de maldade, pra um estado de bondade.. é trocar a violência pela paz , é lutar pela justiça , pela segurança dos nosso irmãos não nos preocupando apenas conosco. É fazer bem as pessoas. É assinalar o caminho para os outros também encontrarem Jesus. Fazendo assim, todos nós recebemos de Deus a luz do amor, que um dia nos levará a ficarmos bem pertinho Dele no céu.

2 comentários:

Yasmim disse...

Adorei a história!!! Foi ótimo para que as crianças pudessem compreender o que é Transfiguração!!! Obrigada... Fiquem com Deus!!!

Anônimo disse...

Muito boa esta história, vai ajudar-nos esta semana a explicar aos mais pequeninos o que é a Transfiguração.
Um bem haja a todos.
AMELIA / PORTUGAL